Destaques
....Em atualização

Luís Silva em destaque no Jornal O Jogo

Luís Silva é mais um valor emergente no futebol português e com selo de qualidade leixonense. O virtuoso médio cumpre a segunda época de sénior no plantel matosinhense e viu a época abrilhantada com a recente chamada à Seleção de Sub21.
Para o n.º11, tudo isto “é um motivo de orgulho”. “Semrpe trabalhei para isto e, se sou bem sucedido, isso deve-se a todos, à ajuda de todos no clube”, reconheceu o médio em declarações a O Jogo
Treinado no Leixões por Litos, Horácio Gonçalves e Pedro Correia,o médio revela que os três “foram fulcrais na evolução” que tem demonstrado. Luis Silva entrende que o atual técnico do Leixões o “libertou”, tendo-o colocado numa posição que lhe é mais favorável. Contudo não esquece Litos, o treinador que o lançou: “Devo-lhe muito por ter apostado em mim quando eu tinha apenas 18 anos”. 
E se os adeptos do Leixões têm fama de pressionar bastante os jogadores, quando as coisas não correm bem, o médio admite que já está adaptado. “Um jogador de futebol tem de saber conviver com a pressão, temos de lidar com isso a partir do momento em que entramos em campo. Eu prefrito desfrutar do jogo, retirar o máximo de cada jogo que disputo”.
A estreia na Seleção de Sub21, frente à Eslovénia, foi “um sonho alcançado”. “Quando somos pequenos, temos sempre o bichinho de representar a Seleção. No entanto se não fosse o Leixões a apostar eu não estava onde estou”, reconheceu, destacando o trabalho feito da formação leixonense. Prova disso são os “sete jogadores da formação que em dois anos alinharam na equipa principal”. “Não é qualquer clube que se pode gabar disto”, sublinhou. E se o sonho de jogar no Leixões e na Seleção está concretizado, segue-se o “sonho da subida de divisão”. 

Apelo aos sócios do Leixões 
A subida de divisão é “um sonho” para o médio natural de Matosinhos. Para tal, é preciso que os adeptos percebam o “trajeto que a equipa tem vindo a fazer”. “O Leixões é um clube de primeira, tem adeptos fiéis, que nos apoiam sempre, independentemente das circunstâncias. Contud, faço um apelo aos adeptos do Leixões e da cidade de Matosinhos para que nos venham apoiar em força”. O jgoador admite que, como adepto, se sente “triste” por não ver as bancadas do Estádio do Mar com mais gente. “Apareçam no próximo jogo em casa com o Aves. Encham o estádio e façam-se sentir”, apelou 

Opiniões de Litos e de Horácio Gonçalves 
Foi o responsável pela descoberta de Luís Silva no Leixões, aos 18 anos. Recrutado à formação do clube,o treinador revela que desde que começou a treinar o médio percebeu que ele era “daqueles jogadores que todos os treinadores gostam de ter no plantel”. Litos acrecenta que o jogador leixonense é “muito evoluído, um verdadeiro box-to-box”. O técnico admitiu que tem observado Luís Silva e revela que ele é um jogador de “remate fácil e tem um sentido de equipa fantástico”. “Tem tudo para ter uma carreira de sucesso”, vaticinou. 
Horácio Gonçalves começou a época em Matosinhos, mas cedo se mudou para Chipre, para orientar o Paphos. No entanto, o treinador acredita que Luís Silva “precisava de subir um patamar, pelo que já se perspetivava que não iria ficar muito tempo no Leixões”. “Já se previam outros voos, sintetizou. De resto, o técnico natural de Guimarães diz que percebeu desde o primeiro dia que orientou o médio que ele “seria uma mais-valia” para a equipa leixonense. “A polivalência dele no meio-campo é uma virtude”, destacou.
Partilha no Google +

About Hugo M Alves

---.
    Blogger Comment
    Facebook Comment