Destaques
....Em atualização

Festival de cartões dominam empate com Sporting B


Depois de cinco derrotas para a Liga2 Cabovisão, Pedro Correia revolucionou a equipa na deslocação ao terreno do Sporting B e isso mesmo viria a dar frutos logo nos primeiros minutos de jogo.
Estavam decorridos 12 minutos de jogo quando Pedras, isolado, é travado por Mauro Riquicho. A falta levou o árbitro destacado para o encontro assinalar uma grande penalidade a favor da equipa dos «bebés do Mar» e a mostrar o cartão vermelho direto ao defesa sportinguista. Na conversão, aos 13', Talles não falhou e colocou a equipa do Mar em vantagem no jogo.
A vencer, o Leixões não baixou o ritmo e foi atrás do segundo tento que lhe permitisse jogar com mais tranquilidade. O domínio do jogo pertencia aos Homens vindos de Matosinhos que jogavam com um jogador a mais no relvado.
No entanto, aos 38' a expulsão de Chastre que fez grande penalidade sobre um homem do Sporting acabando por ser expulso na sua estreia em jogos da Liga2 Cabovisão (Moreira, no banco, também viu o vermelho direto) viria a colocar tudo igual. Na sequência da falta, Ricardo Pinto - que faz também em Alcochete a sua estreia em jogos profissionais após saída de Pedras - não conseguiu evitar o empate (1-1) na sequência do golo apontado por Ricardo Esgaio.
A jogar de igual para igual, o querer e a ambição em vencer foi determinante para o restante do encontro. Wallyson já em tempo de desconto (45'+4) testou a atenção do jovem guarda-redes leixonense naquele que foi um dos últimos lances da primeira metade.
A segunda metade começou equilibrada com o jogo a ser disputado por ambas as formações sendo que o mesmo se realizou essencialmente no meio do terreno tendo a bola esporadicamente chegado com perigo tanto à baliza de Mickael Meira como à baliza de Ricardo Pinto.
A partir dos 67' o Leixões voltou a ficar em vantagem em campo após nova expulsão (a quarta no jogo) para os homens da casa com vermelho mostrado a Nuno Reis.
Reduzido o Sporting a 9 elementos, o Leixões tentou ir para cima do jogo para voltar para a frente do marcador. O Sporting só em transições rápidas conseguia chegar perto da área leixonense mas a defesa, irrepreensível, conseguia manter o empate impulsionando a equipa para a frente.
Mas as expulsões não iram ficar por ali. Anderson iria ver o vermelho aos 80' por acumulação de cartões fazendo com que o árbitro Hélder Malheiro mostrasse um total de 5 vermelhos... mas ainda viria mais um. Aos 83' ficam protestos para os homens do Sporting que pediram amarelo para um homem do Leixões. O árbitro assim não entende e mostra amarelo a Wallyson por se ter atirado para o chão em plena área leixonense.
Cadinha, já em tempo de compensação, viu o vermelho direto, o sexto da partida num jogo que termina com o árbitro a ser o protagonista principal do encontro.
Terminada que está esta jornada, a Liga 2 Cabovisão volta apenas na próxima quarta-feira com a receção do Leixões SC à equipa "B" do SL Benfica. Jogo marcado para dia 29 de janeiro sendo que o pontapé de saída está agendado para as 15h00. Antes há jogo diante do CD Nacional a contar para a Taça da Liga já no domingo, um encontro que serve apenas para cumprir calendário entre ambas as formações.

CGD Stadium Aurélio Pereira, Alcochete
Árbitro: Hélder Malheiro (AF Lisboa)

Leixões SC: Chastre, Joao Viana, Nuno Silva, Materazzi, Huguinho, Anderson, Ruben Saldanha (Fábio Zola aos 73'), Cadinha, Talles (Mailo aos 56'), Rui Coentrão e Pedras (Ricardo Pinto aos 41')
Treinador: Pedro Correia

Disciplina: Cartão Amarelo a Anderson (13' e 80'), Huguinho (75') Cartão Vermelho direto a Chastre (38'), Moreira (38'), Cadinha aos 90'+1; por acumulação Anderson (80')

Conferência de Imprensa
"O nosso guarda-redes pura e simplesmente defendeu a bola. Aquilo que fomos preparando quase nada teve sequência no jogo. Foi bom a nível do empenho, da vontade com que encarámos o jogo. Tentaram ganhar o jogo e isso gostei de ver. Não gostei de ver o descontrolo emocional fruto de situações anormais que ocorreram. Já passou e não é o árbitro que vai jogar contra o Nacional para a Taça da Liga. No final acaba por ser um resultado justo porque oscilou a posse de bola."
Pedro Correia, treinador do Leixões SC

"Vou respirar fundo e olhar para o futuro da nossa equipa. Os nossos jogadores estão a ser promovidos. Com estas expulsões torna-se difícil. Em função das solicitações que os jogadores têm é difícil. Nem sei muito bem do que hei-de dizer. Lanço um desafio: o porquê de haver tantas expulsões na Segunda Liga. Há 3 jogos consecutivos que ando a ficar com jogadores a menos. Hoje foi mau de todo e não sei bem como caracterizar o jogo. Dou os parabéns aos jogadores do Leixões porque se bateram e aos meus por se terem batido de igual para igual mesmo com menos um. O que aconteceu a posteriori é difícil explicar. É terrível!"
Abel Ferreira, treinador do Sporting B
Partilha no Google +

About Hugo M Alves

---.
    Blogger Comment
    Facebook Comment