Destaques
....Em atualização

"Tentar trazer os 3 pontos" de Tondela - Cadinha

«Bebé do Mar», Cadinha falou ao site oficial do clube na antevisão ao jogo diante do Tondela, mas não foi o único tema de conversa. O 10 do Leixões que já leva três golos marcados na presente temporada fala ainda dos objetivos nas diferentes competições, do apoio dos adeptos em todos os jogos e nos seus objetivos profissionais.

Imaginava que o Leixões entraria em 2014 em prova nas três competições com que iniciou a época?
 Cadinha – Na verdade, ninguém diria que isso iria acontecer. Em Julho, quando começámos a temporada, todos olhavam para nós com um certo desdém, mas o facto é que com muito trabalho e humildade temos conseguido superar as expectativas. É com grande orgulho que nos mantemos nas três provas e quem gosta do Leixões só tem é de estar satisfeito.

Até onde podemos ir? 
Na Taça da Liga vamos desfrutar da possibilidade de defrontar três equipas de Primeira Liga. Não estamos obrigados a nada, mas vamos dar o nosso máximo. Na Taça de Portugal, vamos defrontar o Estoril, uma grande equipa também de Primeira Liga que até nas competições europeias está, e também vamos fazer tudo para continuar em prova. Quanto ao campeonato, é bom realçar que estamos dentro dos nossos objectivos. Podíamos estar um pouco mais acima na classificação mas não estamos longe do topo, o que, para quem não tem responsabilidades de lutar pela subida, é muito bom. Há quem tenha muito mais responsabilidade e esteja atrás de nós. Antes de tudo há que retirar pressão de cima da equipa. Estarmos a disputar três provas significa que estamos a render acima do que é esperado, a obter resultados que ninguém previa. Mas esta equipa é muito jovem, tem vários jogadores que são profissionais pela primeira vez, e a única obrigação que tem é de dignificar o emblema do Leixões sempre que entra em campo. Penso que isso está a ser cumprido na plenitude. 

Em termos individuais, a época está a correr-lhe bem. Já leva três golos marcados. Tem alguma meta definida nesse aspecto? 
Nunca fui um jogador de fazer muitos golos, embora faça sempre alguns. Mas quantos mais fizer, melhor. Nunca traço objectivos individuais, não corro atrás de recordes. Prefiro sempre olhar para o colectivo, porque a equipa tem de estar sempre acima do individual.

Domingo vamos a Tondela. O que espera deste jogo? 
Vai ser um jogo muito complicado. Vamos defrontar um candidato assumido que está muito bem posicionado. Mas nós vamos lá para tentar trazer os três pontos, que é sempre o objectivo com que entramos em campo. Depois de termos empatado em casa com o Académico de Viseu queremos regressar às vitórias no campeonato. 

Depois da vitória na Covilhã, os adeptos têm as expectativas em alta… 
É natural que os adeptos só pensem em vitórias. Eles querem sempre ver a equipa do coração a ganhar. Só que têm de ter a noção de que isso nem sempre é possível. Mas eles têm sido formidáveis no apoio à equipa, estão sempre connosco seja onde for, ajudam-nos a ficar mais fortes. Ainda esta semana, a uma quarta-feira à tarde, lá estavam eles na Covilhã. Fizeram 300 quilómetros só para nos ir apoiar. Isso significa um sacrifício enorme e a equipa tem consciência disso. A melhor resposta que podemos dar é aplicar-nos ao máximo dentro do campo para corresponder ao esforço que os adeptos fazem para nos acompanhar. É o que temos feito o que vamos continuar a fazer.
Partilha no Google +

About Hugo M Alves

---.
    Blogger Comment
    Facebook Comment