Destaques
....Em atualização

Pedro Correia - "Em relação ao árbitro não comento"

Após o empate a três golos diante  do Portimonense SC, Pedro Correia esteve na sala de imprensa a abordar o encontro. 
Em declarações à imprensa o técnico leixonense escusa-se a fazer comentários sobre a arbitragem de Duarte Gomes e foca os objetivos já no próximo jogo diante do Atlético CP.

Eis a conferência de imprensa na íntegra:
"Acima de tudo queremos ganhar jogos. Começámos muito mal o jogo, a dormir. Iremos ver o porquê: se fruto da envolvência, se pelo estádio vazio. Não podemos voltar a começar como começámos o jogo. Sofremos um golo, a partir de determinada altura começamos a entender a forma como temos que ser sempre, como já fomos. Modificámos aquilo que tínhamos a modificar em termos estratégicos. Acabamos por estar a ganhar merecidamente. Nos primeiros 30 minutos o Portimonense acabou por estar bem aproveitando a nossa inexistência no jogo. A partir daí só existiu Leixões. Com a excepção dos penálties não me lembro do Portimonense ter criado perigo e que dá o 3-1. Com a expulsão do Materazzi tivemos uma gestão muito difícil de controlar. A equipa com estes jogos também cresce, também vai melhorar, decerteza absoluta. Merecíamos ganhar, disso não tenho a menor dúvida. Apesar de termos começado muito mal a única equipa que mereceu ganhar fomos nós. Infelizmente não terminou assim. Cabe-nos agora treinar e chegar ao Atlético e vencer."

Grafite em campo e trabalho da equipa de arbitragem
"Gostei da mudança de atitude da equipa. Temos de ter estas competências de forma contínua. Em relação ao árbitro não comento. Vou treinar a minha equipa para o Atlético e para ganhar."

Moldura humana no Estádio, jogo à quarta-feira e 400 jogos de Nuno Silva
"Os adeptos que cá estiveram são sempre essenciais. Só temos de lhes agradecer o nosso apoio. Costumámos ter mais gente cá quando jogamos em casa mas tivemos a casa um pouco mais despida. O apoio do público é importante para a equipa. O Leixões é um clube que vive através dos seus sócios e é importante o apoio. Aqueles que cá estiveram souberam apoiar e com eles soubemos dar a volta ao resultado adverso. Gostaríamos que dedicar um triunfo ao Nuno Silva pelos 400 jogos. É uma história viva do clube porque não acredito que nos próximos 20 anos apareça um jogador que faça tantos jogos como ele com o emblema do Leixões ao peito. Por isso queríamos-lhe ter oferecido esta vitória. Vamos trabalhar para que no dia de anos dele contra o Atlético consigamos chegar à vitória."
Partilha no Google +

About Hugo M Alves

---.
    Blogger Comment
    Facebook Comment