Destaques
....Em atualização

"Temos de nos unir para vencer o Portimonense" - Hugo Guedes

Hugo Guedes, médio da equipa de futebol profissional do Leixões Sport Club, mais conhecido por Moedas, está a realizar uma época muito positiva no ano de estreia como sénior. Em declarações ao site oficial do Leixões, este bebé de 19 anos, que em toda a carreia apenas vestiu a camisola do nosso Clube, elogia a união do plantel e garante que frente ao Portimonense tudo será feito para que a Equipa regresse às vitórias.  

LSC – Como tem sido esta época de estreia nos seniores? 
Hugo Guedes – Se em termos colectivos tem sido positiva, no plano pessoal tem sido excelente. Tenho jogado com muita frequência sempre com o objectivo de ajudar o Clube e de corresponder a quem tem apostado em mim. Não é fácil passar dos juniores para os seniores porque as exigências são muitas, mas com trabalho acaba por se conseguir responder ao que nos é pedido. No entanto, gostaria de realçar o excelente grupo de trabalho que temos no Leixões. Não só no balneário como nos outros departamentos. É um grupo espectacular. Para mim são como família. Mas, no balneário, os jogadores mais experientes têm sido muito importantes para que os jovens, como eu, se integrem e percebam o que é jogar num Clube como o Leixões. Para mim, essa mensagem é fácil porque sei muito bem o que é este Clube, pois só joguei no Leixões. Estou cá desde as escolinhas. No entanto, há outras coisas ligadas ao futebol profissional que só se aprende estando cá. E os mais velhos são quem melhor sabe explicar determinadas coisas. 

Está a jogar com frequência na equipa principal, foi sempre titular com regularidade nos escalões Qualquer jogador sonha em chegar à selecção nacional. Eu não fujo à regra. Mas sei que para ter uma oportunidade tenho de trabalhar forte no meu clube de modo a mostrar o meu valor aos responsáveis da selecção. Não estou obcecado, mas não escondo que jogar numa selecção é um sonho que gostava de concretizar. 

Sendo um bebé de Matosinhos, da Cruz de Pau, por vezes não se sente um adepto dentro do campo? 
De início era difícil separar os sentimentos. Mas rapidamente dei conta de que não se pode misturar as coisas. Tenho muito orgulho nas minhas origens e sei que há muita gente na bancada a torcer por mim. Fico muito contente com isso, mas peço a essas pessoas para olharem para mim como mais um e que continuem a apoiar e a acreditar nesta Equipa, porque há muita gente com valor. Os nossos adeptos são fiéis, estão sempre connosco, e dão-nos uma força incrível. Um dos segredos da força do Leixões está nos adeptos. Toda a gente reconhece isso. 

Nesse sentido espera que os sócios e adeptos compareçam em massa no domingo, no jogo com o Portimonense? 
Espero sempre isso, seja em Matosinhos, no Algarve ou na Madeira, porque os nossos adeptos estão sempre lá, com as bandeiras e as faixas de incentivo. Mas também sei que no Estádio do Mar, a nossa casa, eles estão em maior número. No domingo, frente a uma equipa difícil que se bate bem pelos pontos, temos de nos unir todos (equipa e adeptos) para levar de vencida o Portimonense. Dentro do campo, a Equipa vai dar tudo para ganhar e dar uma alegria aos adeptos. Eles merecem tudo.
Partilha no Google +

About Hugo M Alves

---.
    Blogger Comment
    Facebook Comment