Destaques
....Em atualização

Horácio Gonçalves "Tem que se dar um grito de basta"


Fiquem a par de toda a conferência de imprensa de Horácio Gonçalves após o encontro da tarde deste sábado no Estádio do Mar.
"Numa situação em que estava o jogo dividido com uma situação de um lance comprido que originou a grande penalidade foi praticamente a situação de maior perigo criada pelo Belenenses e pouco mais e o jogo foi totalmente controlado por nós, dividido em algumas partes mas tivemos sempre a hipotese de marcar a qualquer momento. Fomos mais fortes do que o Belenenses. Estamos satisfeitos porque faz 3 meses que iniciamos este projecto, um projectivo virado para dentro com miudos, virado para a nossa formação e após estes três meses e depois de todas as vicissitudes, lesões que tivemos ao longo deste período conseguimos culminar com uma excelente exibição do Leixões e é uma prova de que este projecto vale a pena e tem pernas para andar. A nossa satisfação hoje e depois de algumas vicissitudes com as lesões do Álvaro, do Hernâni, com a saída do Pedro [Santos] à última da hora, as lesões do Nuno, do Pedras que é o nosso melhor marcador conseguimos ultrapassá-las. Conseguimos no final destes jogos atingir uma média superior de 1.5 pontos por jogo de média. Acho que é notável e demonstrativo que isto tem pernas para andar e ajuda-nos a perceber que o futuro é risonho. Toda a gente sabe que o Leixões tem muitas dificuldades mas é com muito trabalho que temos vindo a fazer que chegamos a esta primeira fase do campeonato e saímos deste período de cabeça bem levantada. Ombreamos com todos os adversários e dá-nos uma capacidade para o futuro enorme. O Leixões terá que ter este caminho, foi escolhido e assumido com risco inerente. Sabemos que não é fácil mas é preciso uma dose de coragem bastante forte porque há 3 meses toda a gente punha as mãos na cabeça. Nós demonstramos que vale a pena trabalhar e que vale a pena acreditar nos jovens. É isso que nos satisfaz hoje. Não posso deixar de finalizar que como nós trabalhamos para evoluir. Hoje houve situações extremamente desagradáveis. A arbitragem também tem que evoluir e espero que os árbitros tenham que ter essa análise intrínseca para no futuro deles corrigirem os erros que vão sendo cometidos. Hoje houve erros que nos prejudicaram e espero que eles também evoluam tal como nós. O problema é que estamos na 11.ª jornada e já temos razões de queixa em 5 ou 6 jogos. Isto começa a ser de mais.... Tem que se dar um grito de basta e fazer mais do que aquilo que se fez até aqui porque não vamos passar a vida a não ter ajuda. O Leixões tem sido muito castigado. Apenas chamo a atenção porque nós estamos a valorizar o futebol português e as pessoas tem que compreender que não podem acrescentar maiores dificuldades que aquela que é a nossa progressão. Se estamos a 1/4 da primeira fase deste campeonato e já se passou isto... espero que isto pare por aqui. Temos uma massa associativa que vibra com o clube, que nos ajuda, que sofre connosco e que sabe que temos fases dificeis mas hoje aquilo que se passou, conseguir enervar um estádio completo é lamentável e estas coisas tem que ser evitadas. Todos nós que estamos a trabalhar estamos com paixão e vincados que isto possa vingar e não podemos ser atropelados. O Leixões é um clube que já deu muito ao futebol português e tem mais 100 anos para dar! Não vamos cortar as pernas a isto que o Leixões está a fazer. Não podemos estar à espera porque o futuro do Leixões é difícil. Queremos continuar de cabeça levantada e aquilo que fazemos diariamente é extraordinário. Temos que dizer que quem manda na arbitragem, se puder que faça uma análise aos jogos realizados pelo Leixões e com certeza que verá a forma como tem surgido erros contínuos em prejuízo do Leixões. É desagradável e que sejam sucessivos."
Partilha no Google +

About Hugo M Alves

---.
    Blogger Comment
    Facebook Comment