Destaques
....Em atualização

Carlos Oliveira presente no Movimento União Leixonense


Reuniu-se esta noite no Auditório do Estádio do Mar o Movimento União Leixonense que teve como convidado especial o líder da SAD do Leixões, o Sr. Carlos Oliveira, recentemente condenado (juntamente com Sílvia Carvalho, Rui Costa e Fernando Rocha) a 9 meses de prisão com pena suspensa. 
Ao longo de mais de 3 horas os adeptos presentes no Estádio do Mar ouviram o líder da SAD explicar o porquê desta condenação pelo Tribunal de Matosinhos e tiveram a oportunidade de ver que Carlos Oliveira não deita a toalha ao chão e promete "lutar até às últimas" para ver o nome dos accionistas envolvidos fora da questão assim como o nome do Leixões. Uma decisão que na sua opinião não faz qualquer sentido uma vez que deriva de uma lei que condena de igual forma aqueles que fogem ao pagamento do IVA de forma deliberada daqueles que fazem de forma "a poder pagar os salários dos funcionários" como foi o caso uma vez que ficou provado que nenhum do dinheiro foi utilizado em proveito próprio e foi "utilizado em proveito para a existência do próprio clube" faltando apenas cerca de 200 mil euros dos 400 mil iniciais num plano de pagamento que está a ser efectuado ao abrigo do PEC.
A falta de apoios, quer humanos, quer monetários é outro dos factores que Carlos Oliveira quer ver minimizados e para isso tem que haver solidariedade por parte dos sócios do Leixões até porque "o futuro do Leixões está nos associados porque são eles que fazem os dirigentes" deixando uma questão no ar que até teve direito a resposta: "Quem é que agora quer vir gerir a SAD? Hoje não há tolos".


Dossier do investidor
Nesta mesma sessão de esclarecimento, Carlos Oliveira referiu ter tido nas últimas semanas "9 investidores todos com mais ou menos dinheiro" mas há um dossier em cima da mesa que pode resultar numa venda. O "tal processo dos vietnamitas" que chegou às mãos da SAD através de pessoas credíveis no concelho de Matosinhos e que pediram à Deloitte uma auditoria das contas dos últimos meses o que indicia que "estão interessados em fazer o negócio". A questão que se coloca agora é quando é que o negócio está finalizado e os prazos para o líder da SAD não são os mesmos para os investidores e que apesar de querer ver o processo fechado tem que aguardar que do outro lado haja uma decisão.
Mas não foi só o processo dos investidores do Médio Oriente que foi falado. A notícia avançada pelo blog Leixões a propósito da compra da SAD por empresários portugueses também foi abordada na reunião e Carlos Oliveira refere que "foi uma peça bem montada" divulgando até que o investidor interessado era um antigo administrador que faliu uma empresa de aviação.
Partilha no Google +

About Hugo M Alves

---.
    Blogger Comment
    Facebook Comment