Destaques
....Em atualização

"O Leixões vai a Oliveira de Azeméis com o objectivo de trazer os 3 pontos"

LSC – Certamente que não desejaria melhor estreia do que a do último domingo com o triunfo frente ao Gil Vicente. E, agora, o que espera da deslocação a Oliveira de Azeméis?
Litos – Vencer é sempre o objectivo de qualquer treinador, seja no jogo de estreia ou em qualquer outro, mas é óbvio que foi saboroso estrear-me pelo Leixões com um bom resultado. Ainda para mais no Estádio do Mar e frente a uma boa equipa, que também é candidata à subida de divisão. Mas, como disse no final do jogo, aquela vitória também é do Augusto Inácio, porque eu apenas tive quatro dias de trabalho com o plantel e preocupei-me essencialmente em tranquilizar os jogadores. Não houve muito tempo para outras questões. Não digo isto apenas por dizer, mas sim porque respeito o colega de profissão que vim substituir, a quem faltaram os resultados, afinal a lei que gere o futebol. No entanto, convém frisar que a vitória frente ao Gil Vicente de nada vale se não lhe dermos sequência. Esta jornada temos um compromisso muito difícil, perante uma Oliveirense que está a fazer um belíssimo campeonato, como prova o segundo lugar que ocupa na tabela, e que era líder à entrada da jornada passada. Mas o Leixões vai a Oliveira de Azeméis com o objectivo de trazer os três pontos para Matosinhos e continuar a recuperar posições na tabela. Respeitando o nosso adversário, actuando concentrados e sendo eficazes, temos todas as condições para vencer o jogo.
LSC – A vitória frente ao Gil Vicente fez muita gente voltar a acreditar. O que acha disso?
L – Acho que é bom as pessoas terem objectivos e acreditarem que podem ser felizes, mas é preciso que tenham os pés bem assentes no chão. Ganhámos apenas um jogo e é preciso ganharmos muitos mais para conseguirmos atingir o objectivo que foi proposto no início da época, que passa pela subida de divisão. Para já, não podemos sair da ideia de pensarmos jogo a jogo, tentando ganhar um de cada vez, fazendo de cada um uma espécie de batalha decisiva que é preciso vencer. De momento, não convém que haja precipitações. Há, sim, que ter perfeita consciência da situação em que estamos. Ou seja, não estamos envolvidos directamente na luta pela subida, mas também não estamos fora dela. Vamos ver o que acontece nos próximos jogos.
LSC – Quando chegou ao Leixões pediu aos adeptos para transformarem o Estádio do Mar numa espécie de inferno para os adversários. O que lhe pareceu o último jogo?
L – Gostei do que vi. Não houve um ambiente infernal, mas os adeptos estiveram sempre ao lado da equipa, apoiando de início ao fim, e não facilitaram a vida ao adversário. Essa é a função de uma massa adepta: ajudar quando as coisas não correm bem e intranquilizar a equipa adversária. Isso foi muito bom, porque fez com que os jogadores actuassem com tranquilidade. A vitória foi importante também por isso, porque permitiu fazer, de alguma forma, as pazes com os adeptos.
LSC – O jogo de Oliveira de Azeméis é domingo de manhã, a uma hora que pode afastar o público do estádio. Acha que vai ter muita gente de Matosinhos na bancada do Estádio Carlos Osório?
L – Espero bem que sim. E acredito que haverá muita gente afecta ao Leixões na bancada. Este clube tem uma envolvência muito especial e tem adeptos apaixonados que nunca deixam a equipa sozinha. Os adeptos sabem que a equipa precisa de muito apoio. Precisa sempre, mas nesta altura ainda precisa mais. Por isso acredito que as pessoas de Matosinhos vão estar presentes neste jogo, acredito que vão sair felizes do estádio e que vão aproveitar o resto do dia de domingo para dar um merecido passeio.
LSC/Record
Partilha no Google +

About Hugo M Alves

---.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 desabafos :

GamarraLSC disse...

Espero que os leixonenses não deixem de comparecer a este jogo extremamente fulcral para os objectivos do clube, temos de criar uma onda rubro-branca massiva em Oliveira de Azemeis, agora sem o Inácio no comando tudo é possivel! Vamos provar que o nosso lugar é na 1ªliga.LSC sempre