Destaques
....Em atualização

Materazzi - "Jogar para Ganhar"

Poucos dias depois de ter sido pai da pequena Carolina, Materazzi foi convidado a fazer a antevisão do encontro de domingo diante do Beira-Mar. 
Depois da vitória na Taça de Portugal, a equipa sénior quer continuar na senda de vitórias e isso mesmo que está no espírito do grupo de trabalho.

Depois de cumprir a missão na Taça de Portugal, o Leixões regressa à Liga 2 Cabovisão com uma difícil saída a Aveiro. Como antevê o jogo com o Beira-Mar? 
Materazzi – Temos de continuar a ser a equipa unida que temos sido, temos de manter a mesma humildade e identidade. Em Aveiro, vamos ter mais um dos muitos jogos difíceis deste campeonato e, para vencermos, temos de continuar a jogar com uma equipa, fazer aquilo que nos tem caracterizado. O objectivo passa por ganharmos, por trazermos três pontos para Matosinhos. 

O facto de o Beira-Mar não estar bem classificado é bom ou mau? 
Isso não quer dizer nada. Vamos apenas com sete jogos disputados e ainda há muito campeonato pela frente. O Beira-Mar é uma equipa a ter sempre em conta. A nós compete-nos ser humildes, respeitar o adversário e jogar para ganhar. Quem está no Leixões tem de pensar sempre assim. Não interessa se do outro lado do campo está o primeiro ou o último classificado. 

Espera muito apoio dos adeptos Leixonenses? 
Esperamos sempre. Os adeptos do Leixões são presença habitual em qualquer estádio do país. Eles têm sido fundamentais para este início de época positivo. A presença deles é boa para nós e nós precisamos do apoio deles. Sei que eles vão estar nas bancadas do Municipal de Aveiro e que nos vão ajudar a chegar à vitória. 

À margem do futebol, o Materazzi está a viver um período de grande alegria, com o nascimento da sua filha. Como tem sido os últimos dias? 
Não tenho qualquer dúvida que este é o melhor momento da minha vida. O nascimento da Carolina é algo que vai mudar a minha vida para sempre. É uma sensação indescritível, mas é muito boa. Muito boa mesmo. Felizmente tem corrido tudo muito bem, embora ainda estejamos todos numa fase de adaptação – eu, a minha mulher e também a Carolina – por causa da alimentação, dos sonos, das fraldas. Nada a que não nos habituemos rapidamente. Com tanta felicidade nada custa.
Partilha no Google +

About Hugo M Alves

---.
    Blogger Comment
    Facebook Comment