Destaques
....Em atualização

Vencemos o Torneio de Abertura de Bilhar

Brilhante! Será por certo o melhor dos adjetivos para definir a atuação da nossa equipa A de carambola, ao longo de toda a prova deste II Torneio de Abertura da Zona Norte.
A um campeão (FC Porto), sucede um outro grande campeão, o nosso Leixões SC. Decidindo os responsáveis pelas secções dos dois clubes finalistas, Leixões SC e Leça FC em solicitarem à Federação Portuguesa de Bilhar a realização da final em “campo“ completamente neutro, como era o caso do Salão do Famalicense, proporcionaram deste modo, as melhores condições materiais a todos os intervenientes nesta derradeira jornada.
Até ao levantar do "caneco" e, poder em conjunto, gritar bem alto o nome do Leixões SC, tivemos desde logo, a perceção do grau de extrema dificuldade que tínhamos pela frente, já que para além da excelente equipa apresentada pelo Leça FC, o que valorizou ainda mais a nossa vitória, estávamos francamente em desvantagem em números de adeptos, 6 para cerca de 20 (!).
Verdade seja dita, que o "sofrimento" perante o desenrolar das partidas, até não foi muito…contribuindo para tal a afirmação de pura classe dos nossos bilharistas!
Jogando na mesa 1, Paulo Veloso com José Escudeiro, verificou-se de imediato um resultado algo desnivelado, com uma diferença de 10 pontos a nosso favor, emergindo um Paulo Veloso, com um jogo digno dos maiores, só ao alcance de um predestinado e, "anunciado" já na meia-final.
Na mesa 2, esteve menos bem o Coriolano Santos a jogar com o Pedro Martins, mercê de um início de jogo, em que marcação de um ponto que levantou sérias dúvidas, pareceu afetar o nosso atleta, que mesmo em desvantagem durante todo o jogo, demonstrou uma garra e um querer virar o rumo dos acontecimentos, dignos de registo e dos maiores aplausos por parte de todos os presentes.
Avançando para a mesa 4, pela ordem de término das partidas, observamos um completo "esplendor na relva", com um Jorge Neto a "passear" em Famalicão, já que conseguindo uma difícil, mas preciosa vantagem de mais de 12 pontos, não mais permitiu quaisquer veleidades ao Miguel Menezes, atónito por não conseguir a híper defesa tática do jogo do Jorge Neto.
Por último, a partida, que pareceu sempre ganha pelo Manuel Pereira ao Vítor Fernandes, com vantagens de 10 e mais pontos, veio a reverter em favor do jogador do Leça FC, ao efetuar em 3/4 entradas, mais de 12 carambolas(!), ganhando por uma diferença de dois pontos, quando já há muito os nossos apoiantes festejavam a conquista de mais um título, no bilhar carambola.
Uma palavra de apreço para a simpatia e disponibilidade com que nos receberam os dirigentes e atletas do Famalicense, assim como a todos os jogadores, dirigentes e simpatizantes do Leça FC que no final endereçaram os parabéns às nossas cores, numa atitude de sã cordialidade e respeito por dois clubes que orgulham a nossa cidade.
Em jeito de "tacada final", um registo especial para o nosso 5.º jogador, os apoiantes, que desde o aquecimento dos nossos jogadores, não se cansaram de os incentivar.
Viva o Leixões!
Partilha no Google +

About Hugo M Alves

---.
    Blogger Comment
    Facebook Comment